Faça a sua pesquisa

Faça a sua pesquisa

Dicas úteis para escrever os votos de casamento
Dicas

Dicas úteis para escrever os votos de casamento

Em Portugal está cada vez mais na moda, o momento em que os noivos fazem os seus votos de casamento. E é sempre emocionante ouvir as declarações de amor partilhadas.

Difícil para os noivinhos é decidir o que escrever. Mas calma! A Casamenteira está aqui para ajudar.

Vamos por partes.


Com que antecedência deve escrever os seus votos


Conhece o ditado: "não deixe para amanhã o que pode fazer hoje"? Pois aplica-se na perfeição no que toca à escrita dos seus votos. Lembre-se que os nervos apertam quando a data se aproxima. Por isso escreva-os com um mês de antecedência.

Assim tem tempo para organizar ideias, escrever, apagar, voltar a escrever... voltar a apagar. E assim sucessivamente, até sentir que conseguiu escrever tudo o que está no seu coração.

Falemos agora do conteúdo dos seus votos.


Partilhe uma história vossa


Aqui está uma boa forma de começar os seus votos: conte uma história da vossa história de amor.

Quer algumas ideias? O dia em que se conheceram, o momento em que trocaram o primeiro beijo ou a emoção do pedido de casamento. Qualquer uma destas hipóteses dá um tom apaixonante e emocionante aos seus votos.



Escolha um poema ou uma canção


A inspiração não chega e não está a conseguir escrever os seus votos. Então use um poema ou a letra de uma canção que exprimam tudo aquilo que sente.

Quer dois exemplos? Fernando Pessoa e os seus heterónimos nunca passam de moda:


Quando Eu não te Tinha


Quando eu não te tinha 

Amava a Natureza como um monge calmo a Cristo. 
Agora amo a Natureza 
Como um monge calmo à Virgem Maria, 
Religiosamente, a meu modo, como dantes, 
Mas de outra maneira mais comovida e próxima … 
Vejo melhor os rios quando vou contigo 
Pelos campos até à beira dos rios; 
Sentado a teu lado reparando nas nuvens 
Reparo nelas melhor — 
Tu não me tiraste a Natureza … 
Tu mudaste a Natureza … 
Trouxeste-me a Natureza para o pé de mim, 
Por tu existires vejo-a melhor, mas a mesma, 
Por tu me amares, amo-a do mesmo modo, mas mais, 
Por tu me escolheres para te ter e te amar, 
Os meus olhos fitaram-na mais demoradamente 
Sobre todas as cousas. 
Não me arrependo do que fui outrora 
Porque ainda o sou.

Só me arrependo de outrora te não ter amado.


Alberto Caeiro


Se falarmos de letras de canções, as opções são infinitas. E a história de amor de todos os casais, tem a sua própria banda sonora. Mas, se mesmo assim não se lembra de nenhuma, deixamos aqui uma do Jorge Palma que, garantimos, vai fazer sucesso:


O Meu Amor Existe


O meu amor tem lábios de silêncio

E mãos de bailarina

E voa como o vento

E abraça-me onde a solidão termina


O meu amor tem trinta mil cavalos

A galopar no peito

E um sorriso só dela

Que nasce quando a seu lado eu me deito


O meu amor ensinou-me a chegar

Sedento de ternura

Sarou as minhas feridas

E pôs-me a salvo para além da loucura


O meu amor ensinou-me a partir

Nalguma noite triste

Mas antes, ensinou-me

A não esquecer que o meu amor existe


Jorge Palma


Uma lista não falha


Se não sabe o que escrever, esta opção que lhe damos agora não falha.

Faça uma lista onde está explicado o amor que sente pela sua cara metade.

E não tenha medo do romantismo. Quanto mais romântico melhor. Escreva uma introdução resumida antes e depois exponha todos os motivos do seu amor!


Quer alguns exemplos:

-  Fazes-me sorrir todos os dias

-  Quando me abraças fazes o tempo parar

-  Ao teu lado sei que nada é impossível


E então? Gostou destas dicas úteis para escrever os votos de casamento? Então use e abuse delas. Temos a certeza que com estas dicas, os seus votos vão ser emocionantes.